Header Ads

Breaking News
recent

O Casamento Vermelho

Quando se começa a ler As Crônicas de Gelo e Fogo por influência de amigos comentários sobre as passagens marcantes vão surgindo, sempre uma em especial, O Casamento Vermelho, o lendário capitulo de Catelyn em que se deve reler as páginas para acreditar no que está acontecendo, e eis que nessa madrugada fria, ao som do instrumental de Rains of Castamere eu pude chorar presenciando o massacre dos Stark, Tully e mais alguns de seus vassalos.


Que excelente personagem que é o Robb, tão cedo ele já teve que se proclamar Rei do Norte e bater de frente com os Lannister como rei lobo, afinal o norte precisa vingar a morte de Ned Stark, e então Robb marchara para o Sul, até então tendo uma campanha bem efetiva. É então que então que seu exercito precisava atravessar as Gêmeas, duas torres dos Frey, o que por serem aliados dos Tully foi bem fácil, considerando um único pedido de que Robb Stark se casasse com uma bela Frey. E ele aceitou. Mas que homem maduro que se tornou Robb, meu orgulho.

Com o exercito separado Robb acaba ferido, justo quando descobre que seu amigo Theon o traiu e matou seus irmãos, Rickon e Bran. e num momento de fraqueza vai se consolar com Jeyne Westerling, e acaba se casando com ela (mesmo com o repúdio de sua mãe Catelyn), traindo assim o Lorde Walder Frey, que começa a conspirar com os Bolton (malditos) e os Lannister.

Claro que tudo podia ser evitado se não fosse a estupidez de Robb, mas esquecemos que se trata praticamente duma criança, e você ver essas burradas de Robb e toda a conspiração se formando torna A Tormenta de Espadas um livro essencialmente angustiante, daqueles que realmente te fazem passar mal.

Prosseguindo na história Robb recua seus exércitos novamente para o Norte, porém ele precisará passar novamente pelas Gêmeas, Catelyn consegue um acordo de paz e o Lorde Frey aceita o pedido de desculpas, dessa vez entretanto, deve-se pelo menos casar Edmure Tully (irmão de Catelyn e futuro senhor de Correrrio) com Roslyn Frey, uma boa oferta visto que Roslyn era bonita e educada. E então vão todos para o casamento.


O CASAMENTO VERMELHO

"E quem é você, disse o orgulhoso senhor
Para que eu deva me curvar tanto?
Apenas um gato em um outro manto
Essa é a única verdade que eu sei"

Não havia o que duvidar, o direito do hospede é respeitado em toda Westeros, se você convida alguém para comer de sua comida não haverá mortes, mas um Frey não tem honra, e quando o casamento acabou e Edmure foi consumá-lo Catelyn percebeu uma movimentação estranha, os músicos mais pareciam soldados, muitos pareciam soldados, e Roose Bolton por razão alguma estava com uma cota de malha como se estivesse se prevenindo de ser esfaqueado. Mas por quê? Ela ligava os pontos quando começa a ser tocada "Chuvas de Castemere", ela reconheceria aquela melodia em qualquer lugar, e francamente é a última que tocaria num casamento Frey-Tully. A conspiração Frey-Lannister-Bolton estava acontecendo.

"Em um manto dourado ou em um manto vermelho
Um leão ainda tem garras
E as minhas são longas e afiadas, meu lorde
Tão longas e afiadas quanto as suas"

Rains of Castemere, uma canção de poder, poder aos Lannister, de quando Tywin conseguiu destruir duas famílias. Os homens do Robb estavam todos bêbados, festejando, ninguém estava preparado para isso. Não havia mais esperança. Misericórdia! - ela pede, prometendo a si mesma matar Walder Frey. 

"E assim ele falou, e assim ele falou
Aquele lorde de Castemere
Mas agora as chuvas choram seus salões
E ninguém está lá para ouvi-las"

O massacre está acontecendo simultaneamente nas duas torres, o caos instaurado começam a atirar flechas em Robb, Catelyn pega um filho retardado de Walder e ameaça matá-lo se o mesmo acontecer com Robb - Jaime Lannister mandou lembranças - e friamente é morto o herdeiro do Norte. Catelyn mata o filho de Walder e começa a gritar e chorar. Primeiro Ned, depois Arya, Rickon e Bran, Sansa desaparecida e agora Robb, ela arranha seu rosto em plena loucura e é também tragicamente assassinada. "Dói tanto, pensou. Os nossos filhos, Ned, todos os nossos queridos bebês. Rickon, Bran, Arya, Sansa, Robb...Robb...por favor, Ned, por favor, faça com que pare, faça com que pare de doer...(...)"

"Sim, agora as chuvas choram em seu salão
E nenhuma alma para ouvir"

Depois ainda de tanta atrocidade, não satisfeitos os Bolton e Frey, numa piada negra, abatem Vento Cinzendo, arrancam sua cabeça e colocam por cima da de Robb, uma piada (que jocoso, não?) com o nome de "rei lobo" que o jovem Stark havia proclamado nos últimos meses. 


Nenhum comentário:

@ArturAlee #GeekDeVerdade. Tecnologia do Blogger.