Header Ads

Breaking News
recent

Entendendo Prometheus para Alien: Covenant

Pois bem, assisti ontem esse grande filme de terror, ambientado em um cenário futurista (2093). E venho cá dissecá-lo e apresentar toda a mitologia apresentada, independente da qualidade do filme.

Cena Inicial

Logo no inicio somos apresentados a um alien que fica em planeta e vê sua nave partindo, ele pega um recipiente e bebe um bagulho que o faz derreter, mas não é qualquer derretimento, suas células são destruídas e até seu DNA é destruído e dividido, caindo em uma cachoeira. Um dos detalhes quase imperceptíveis são que os DNA logo logo são transformados em células unicelulares.
Nessa cena, Ridley Scott nos mostra que os humanos foram evoluídos a partir do DNA deste alienígena, que caiu nas águas, gerou os primeiros organismos unicelulares, e estes já possuíam todas os cromossomos que nós humanos possuímos, criando o nosso DNA junto com todas as outras criaturas vivas. Isso é confirmado quando os cientistas casam o DNA da cabeça com o nosso.
É provável que esta não tenha sido a única incursão dos alienígenas na Terra, e que eles possam ter guiado a evolução até gerar seres humanos ao passar dos milhares de anos (como a extinção dos dinossauros, evolução de uma espécie dominante indesejada). Outro fator que comprova isso são os pictogramas antigos do mapa estelar e dos gigantes apontando para as estrelas, confirmando que os alienígenas visitaram o início de cada civilização humana para que no dia que alcançássemos o espaço pudéssemos encontrar um de seus entrepostos de pesquisa.


O Extermínio 

Até ai tudo bem, mas a cerca de 2000 anos atrás os engenheiros observaram uma coisa que não gostaram, e decidiram exterminar a humanidade. Esta coisa possivelmente foi o assassinato brutal de um de seus discípulos humanos (Jesus), e a dominância de um império imoral (Roma), ou mesmo a maldade no coração dos homens. Sendo que alguma coisa deu errado, os alienígenas se infectaram com o vírus e acabaram todos mortos, e assim nós conseguimos sobreviver por tempo suficiente para alcançar as estrelas novamente no fim do século XXI.

O Vírus “Alien”

Provavelmente este vírus foi programado pra diversos fins. O primeiro que vimos foi dividir o DNA de um ser vivo e a partir dele criar novos microorganismos, e possivelmente auxiliar a evolução destes organismos até a se tornarem humanos.
O Segundo uso é infectar os organismos e transformá-lo em uma maquina assassina com o objetivo de infectar outros indivíduos (SEMPRE!), seguindo uma forma de infecção através da forma de reprodução do ultimo individuo infectado, coisa que já tinha sido vista na franquia previamente. Isso foi visto na infecção de vermes no chão da câmera com a cabeça gigante que tentaram parasitar os humanos, e ao conseguir tomaram controle do corpo do biólogo (mesmo estando praticamente morto) e tentou infectar mais indivíduos. Isto foi visto novamente na infecção do cientista Charlie Holloway, que por sua vez se reproduzir por Elizabeth Shaw (protagonista), que por sua vez infectou o engenheiro e se reproduziu dando origem a uma rainha alien., rainha esta que progenitora do xenomorfo visto no inicio da franquia.

David

Primeiro gostaria de falar desse personagem, ele é praticamente o andróide de 2001 uma odisséia no espaço, mas com o nome do capitão da nave ao invés de Hall 9000, até sua voz parece monótona como a de Hall 9000, e também se mostra de alguma forma um vilão como em 2001.
O que mais me incomodou no filme foi a urgência em David encontrar uma forma de criar vida alienígena, o que me faz pensar em quem estaria dando ordens para ele de infectar Charlie. Seria o próprio Peter Wayland através dos sonhos, provavelmente dando uma ordem confusa e perigosa, que pôs em risco toda a missão e a própria vida de Wayland.
Interessante também como a hierarquia de criação funciona se o analisamos como vilão do filme, fomos criados por engenheiros e assim criamos um android, e agora este quer dominar a cadeia, uma ideia em potêncial mal desenvolvida, a parte interessante é que mal sabemos quem havia nos criado para criar uma nova forma de vida, e capaz dos engenheiros se perguntarem e continuarão perguntando até suas extinsão, uma busca literalmente universal.


Os Engenheiros

Os engenheiros foram capazes de criar a espécie humana, mas quem os criou pode ser um mistério até para eles (vide o livro o Guia do mochileiro das galáxias e o restaurante no fim do universo). É fato que eles ficaram desgostosos com sua criação e decidiram exterminá-la, fato provado pelo massacre promovido pelo Engenheiro recém acordado e perceber que nós ainda éramos uma espécie belicosa, e sua perseverança em levantar vôo e destruir a terra, urgência pois provavelmente, mesmo com o abdomem explodido pela Alien rainha, ele foi capaz de andar novamente até a nave e sentar na cadeira de pilotagem, mas morreu antes de conseguir levantar vôo novamente.
Outra coisa interessante é que provavelmente nem eles possuem a capacidade de comunicação mais rápida que a luz, levando-os a manter uma base próxima dos planetas estudados, 34.5 Anos-luz de distancia da terra. Isso não justifica por que a humanidade nunca foi destruída nesses 2000 anos, o que leva a ser válida a pergunta da Dr. Shaw “Por que eles não terminaram o serviço”. De duas uma, ou eles estão enfrentando algum outro problema (como uma falha dos aliens em escala galáctica) ou viram que a humanidade mudou (e boa parte seguiu os ensinamentos de um de seus aprendizes, menino Jesus).


Um comentário:

  1. Que bosta é essa de "menino Jesus"???????? Tirando isso, ótima análise... eu acho...

    ResponderExcluir

@ArturAlee #GeekDeVerdade. Tecnologia do Blogger.