Header Ads

Breaking News
recent

A Chegada honra os clássicos de ficção científica

A Chegada, de Denis Villeneuve, trata de um assunto bem recorrente no blockbuster de ficção científica, em um dia qualquer alienígenas descem para a terra, com isso deixando população em pânico e os governos desesperados por uma solução.

Só de ler essa sinopse você já consegue até ver tiroteios no espaço e grandes explosões em um filme de ação desenfreada no maior estilo Independence Day, mas o grande diferencial de A Chegada é justamente a sensibilidade de Villeneuve ao tema, explorando um lado mais cientifico e também a própria natureza do homem, chegando até a nos lembrar aqueles grandes clássicos de Asimov e Phillip K. Dick.

Amy Adams e Jeremy Renner são uma linguista e um matemático, e eles são convocados pelo governo americano para se comunicar com os aliens até que consigam lançar a pergunta "o que vocês fazem aqui?" e entendam a resposta. Uma árdua tarefa a se fazer quando a linguagem dos invasores é completamente diferente de tudo que já foi visto na história terrestre.

E é aí que está o maior triunfo do filme, quando ele reflete o papel da linguagem e da comunicação na nossa existência, os conceitos sobre linguagem apresentados são de iluminar os olhos de qualquer filólogo, e fascinar ainda mais os telespectadores médios que foram ver um blockbuster, afinal não é por lembrar filmes como Contato que ele se difere do ritmo acelerado dum filme com grande orçamento como ele é, e nesse momento vemos o talento de Denis Villeneuve para contar histórias, um cineasta excelente que está com mãos no promissor Blade Runner 2049.


Quando o filme termina ele tem um efeito interessante, é como se ele inteiramente se rebobinasse e finalmente entendêssemos completamente o que nos era apresentado, o filme trata sobre tempo, sua passagem sobre nós e o efeito que nos causa, e com isso sobre perda, maternidade e até amadurecimento, a escolha de contar uma história sem linearidade reflete no plot twist do filme, criando uma metalinguagem entre a história e a montagem. A Chegada acaba se tornando um filme complexo que nos faz pensar do início ao fim e até pós-sessão, apesar disso, só o tempo (ou Dra. Louise Banks) nos dirá se esse se tornará um clássico na altura de seus irmãos de gênero.


Nenhum comentário:

@ArturAlee #GeekDeVerdade. Tecnologia do Blogger.